Você sabe o que é turismo de aventura?

Se você gosta de viajar e de superar os seus próprios limites, provavelmente já deve ter ouvido falar em turismo de aventura.

Essa modalidade tem ganhado cada vez mais força entre os turistas, principalmente, os que se preocupam com a natureza, já que esse tipo de atividade tem como principal viés o meio ambiente.

O que é turismo de aventura?

Mas afinal, o que é turismo de aventura?

Muita gente associa esse conceito a algo perigoso ou a atividades muito radicais, mas praticar turismo de aventura é como praticar esportes, normalmente na natureza, mas apenas por diversão.

O Ministério do Turismo define a atividade como:

”Turismo de Aventura compreende os movimentos turísticos decorrentes da prática de atividades de aventura de caráter recreativo e não competitivo.”

Praticar turismo de aventura é uma boa pedida para quem curte adrenalina e, principalmente, o contato com a natureza.

Entre rios, montanhas, corredeiras e cachoeiras, você vai poder testar os limites e se aventurar praticando esportes ou simplesmente explorando a natureza.

Tipos de turismo de aventura

O principal objetivo do turismo de aventura é tirar o viajante da sua zona de conforto e promover experiências naturais, culturais e físicas.

É uma ótima chance de testar seus limites e curtir um tempo na natureza. Essa modalidade do turismo está dividida em outras categorias, confira quais são elas:

Ecoturismo e Turismo de Natureza

O ecoturismo é uma prática cada vez mais comum no segmento turístico. A atividade consiste em visitar e explorar destinos onde a natureza ou a cultura são as principais atrações, visando sempre manter essas duas áreas intactas.

Ou seja, o principal objetivo é minimizar os impactos negativos do turismo nos destino.

Já turismo de natureza pode ser entendido como as atividades que são feitas ao ar livre, e que colocam o viajante mais próximo do meio ambiente e dos animais, incentivando a observação de pássaros, por exemplo.

Turismo de Emoções e Esportes Radicais

O turismo de emoções é uma das modalidades mais conhecidas e praticadas dentro do turismo de aventura. A característica principal desta modalidade é realmente testar os limites e praticar esportes pra lá de radicais.

Entre as principais atividades que se encaixam na categoria estão bungee jumping, parapente e rafting.

Para ser considerado turismo de aventura, esses esportes radicais devem ser praticados de forma recreativa, mas sempre com o auxílio de uma agência ou profissional especializado, pois são esportes extremamente arriscados e é preciso técnica para praticá-los.

Principais atividades do turismo de aventura

Como você já deve ter percebido, existem várias atividades turísticas que podem ser enquadradas na categoria de turismo de aventura, como observação de pássaros e até mesmo visitas mais voltadas para conhecer a cultura local.

Mas dentro desse segmento do turismo, existem alguns esportes radicais que se destacam.

Selecionamos alguns deles para que você entenda em que consiste a prática de cada um.

Escalada

 

A escalada é uma prática super comum dentro do turismo de aventura. É o esporte ideal para quem gosta de testar seus limites e também a resistência do próprio corpo.

E é preciso ter muita, viu? A prática consiste em escalar pedras e montanhas com o auxílio de equipamentos específicos. Mas é importante sempre buscar o auxílio de um profissional.

 

 

Slackline

O Slackline é provavelmente um dos esportes mais novos entre os esportes considerados radicais. Os praticantes fixam uma faixa de elástico em dois pontos e tentam se equilibrar sobre ela.

Os mais profissionais costumam treinar movimentos sobre a faixa, que podem ser dinâmicos ou estáticos.

Apesar de divertido e de parecer algo relativamente fácil, o esporte é considerado por muitos como uma atividade física que ajuda a exercitar o corpo e a trabalhar a mente também, já que é preciso muita concentração para se equilibrar em cima da faixa.

 

Rapel

Rapel é um esporte bastante arriscado e que exige muita atenção do praticante. A atividade consiste em fazer uma descida através de uma corda dupla fixada em algum ponto de uma montanha ou paredão.

Os equipamentos de segurança são essenciais para garantir a sua diversão e o seu bem-estar durante a descida.

Se você nunca tiver praticado esse esporte antes, opte pelas agências que oferecem passeios voltados para turismo de aventura e que incluam a prática do esporte. Não deixe de conferir também se a agência é confiável.

 

 

Rafting

O Rafting é uma das atividades mais vendidas em destinos onde o foco é o Ecoturismo. O esporte consiste em descer corredeiras dentro de um bote inflável.

A dificuldade do percurso vai depender da experiência do turista. Mas em corredeiras mais tranquilas é possível levar até as crianças.

 

 

Canoagem

Participantes na largada (Foto: Divulgação/Fundesporte)

Todo esporte que envolve uma canoa ou caiaque é considerado canoagem. Esse tipo de esporte pode ser praticado no mar, em rios e até em lagoas.

É um esporte que pode ser considerado mais tranquilo e menos radical que alguns outros e dá pra praticar com a família, com o namorado e até com amigos.

 

 

Bodyboard

Sabe aquelas pranchinhas menores e mais quadradas que normalmente a gente compra pras crianças brincarem na praia?

Então, as pessoas praticam bodyboard com elas. É bem parecido com o surf na verdade, a grande diferença é que você não fica em pé na prancha e sim deitado.

Os praticantes do esporte costumam fazer manobras e encarar as ondas com as suas pranchas. Apesar de parecer fácil, o esporte requer prática e não é aconselhável encarar as ondas sem experiência prévia.

 

Kitesurf

turismo de aventura ecoturismo

O kitesurf é uma mistura de surfe, wakeboard, esqui, windsurf e vôo livre.

Com uma prancha e uma pipa, os praticantes deslizam sobre a água e são guiados pelo vento que controla a direção da pipa enquanto a pessoa que está em cima da prancha pode fazer manobras na água.

O esporte pode ser praticado no mar e também em água doce, onde não tem ondas. É recomendado fazer pelo menos 10 horas de aula antes de ir pra água pela primeira vez.

 

 

Bungee jumping

Se tem um esporte do turismo de aventura que está em quase todas as listas de desejo dos viajantes é o bungee jumping. Praticar, porém, não é assim tão fácil já que é difícil encontrar campos onde é liberado fazer o salto.

Basicamente, o bungee jumping é um salto de uma ponte ou torre alta com um cabo ou corda elástica amarrada no tornozelo.

Geralmente, são pontes muito altas e precisa ter coragem para saltar. E aí, você teria?!

 

Mergulho

Resultado de imagem para mergulho

Mergulho é uma das atividades curinga do turismo de aventura. Vários destinos no Brasil e no mundo são famosos por ter águas cristalinas com boa visibilidade para ver peixes e animais marinhos – o que deixa o esporte muito mais famoso e procurado.

Em qualquer destino litorâneo você consegue encontrar empresas que ensinam a prática do mergulho, organizam os passeios de barco e oferecem os equipamentos.

Mas também dá para fazer um passeio guiado por instrutores (esses são mergulhos de menor profundidade e menos tempo).

 

Arvorismo

Esse é para quem gosta de estar nas alturas! Essa atividade é uma das favoritas de quem gosta de ter um contato maior com a natureza, e tem até versão para criança.

Para quem não sabe o que é, arvorismo é a arte de se aventurar nas árvores. Com equipamento de rapel, você passa por obstáculos de diferentes graus de dificuldade.

 

 

 

Paraquedismo

Resultado de imagem para paraquedismo

O paraquedismo é um salto de queda livre usando paraquedas para facilitar a aterrissagem. Normalmente, você salta de um avião e, durante as viagens, precisa ser acompanhado por um instrutor, que é quem domina as técnicas do paraquedismo.

Para quem quer saltar sozinho, primeiro você vai ter que fazer aulas teóricas e práticas. Mas se a intenção é só sentir o frio na barriga da adrenalina de saltar de paraquedas, pode fazer o salto duplo com um instrutor preparado.

 

Surfe

Está aí um esporte do turismo de aventura que todo mundo já conhece! Quem nunca praticou, já viu alguém surfando e sabe o que é.

Basicamente, surfar é se deslocar em cima de uma prancha seguindo o fluxo das ondas. Mas você provavelmente sabe bem como funciona, né?!

Quem nunca viu um surfista pegando várias ondas na praia e não deu aquela vontadezinha de fazer igual? A notícia boa é que não é difícil aprender!

Durante suas viagens, dá para praticar surfe e turismo de aventura dependendo do destino para qual você vai viajar.

 

Trekking

turismo de aventura nacional

Os viajantes que conhecem e praticam o turismo de aventura com certeza sabem bem o que é trekking. Essa é uma das atividades mais amadas pelos fãs do ecoturismo e pode ser feita por quase todo tipo de pessoa.

O esporte nada mais é do que uma caminhada por trilha de longa duração, geralmente acompanhada de guias que explicam mais sobre a região.

Mesmo para quem não é o maior fã de caminhada, a gente garante: as cachoeiras, rios e a natureza que você encontra no final da trilha fazem tudo valer a pena!

 

  • ~Imagens meramente ilustrativas

 5 DICAS VALIOSAS PARA A SUA SEGURANÇA

 

1. Quando for fazer trilhas

Chegar a um lugar que você não conhece, sem uma pessoa para guiar, pode ser bem ruim, sabe por quê? Nas trilhas, muitas vezes, existem lugares perigosos que, caso você não conheça, podem prejudicar o seu turismo de aventura e segurança.

Então, para que isso não atrapalhe a sua viagem, busque informações sobre a trilha antes de iniciá-la, procure por pessoas que já a finalizaram e veja o melhor horário para fazer o passeio.

Muitas vezes, até mesmo uma simples pesquisa no Google pode trazer boas informações sobre as características do local, desde a sinalização até os melhores acessórios para levar.

Além disso, use tênis específicos para trilhas, além de roupas confortáveis que não limitarão seus movimentos, boné e óculos escuros, em caso de luz solar forte. Certifique-se de caminhar com calma e analisar bem o terreno onde pisa, evitando escorregar ou animais silvestres que podem aparecer no caminho.

2. Quando for visitar cachoeiras

Qualquer lugar que você for visitar pela primeira vez, sem a companhia de pessoas que já têm conhecimento do local, requer um cuidado extra, ainda mais quando estamos falando de turismo de aventura em cachoeiras.

Então, quando for aproveitar uma cachoeira com os amigos, verifique se não há pedras em volta e certifique-se da profundidade do local, fatores que podem ser importantes para que essa aventura não tenha imprevistos.

E lembre-se, em caso de chuvas fortes, é melhor adiar o passeio e, se você já estiver no local quando a chuva começar, tome cuidado com enchentes.

3. Quando for explorar cavernas

Quando falamos de cavernas, é necessário entender que podem ocorrer coisas inesperadas. Então, mesmo que você tenha um guia responsável pelo passeio, tome bastante cuidado.

Ainda, é importante ter equipamentos de qualidade, como lanternas e pilhas reservas, além de comida e água caso a caminhada até o local seja longa.

4. Quando for mergulhar

Qualquer pessoa pode mergulhar com ajuda de profissionais e equipamentos, até mesmo as que nunca nadaram em suas vidas. Porém, como em qualquer outro passeio, é preciso tomar alguns cuidados.

Primeiramente, cheque todo o equipamento (máscara, snorkel e nadadeiras, na maioria das vezes).

Vale ressaltar que não é recomendado que você mergulhe caso sofra de claustrofobia, diabetes, epilepsia e doenças relacionadas à depressão.

Mesmo que já tenha praticado mergulho, opte por fazer o treinamento específico com técnicas desenvolvidas pela Professional Association of Diving Instructor (PADI).

5. Quando for praticar rapel

A primeira coisa é praticar o esporte acompanhado de um especialista e, caso você não seja iniciante no assunto, cuidar bem de todo o equipamento, certificando-se de que tudo está em ordem. Como a corda, por exemplo, pois ela é a principal proteção para os praticantes de rapel.

Somado a isso, não esqueça de usar luvas, capacete e roupa adequada que você pode adquirir em lojas especializadas.

Outra dica é pesquisar bastante sobre o local onde praticará o esporte, analisar bem a estrutura e os desafios que encontrará. Isso ajuda a evitar surpresas.

E aí, gostou das dicas de como aproveitar ao máximo o turismo de aventura e segurança?